sábado, 25 de junho de 2011

Estudo da Saúde pela Seicho-no-Ie – AVV40 – Resumo da Aula 19 – 08/06/2011

Esclarecemos que este post representa um resumo do conteúdo apresentado pelo orientador durante as aulas. Nos textos escolhidos, fazemos pequenas alterações adaptando a linguagem coloquial apresentada em aula para a linguagem estruturada escrita. Nosso principal objetivo é perpetuar o ensino recebido em aula, servindo como fonte de pesquisa dos pontos centrais tratados pelo professor. O Professor Heitor Miyazaki ilustra a aula com inúmeros relatos de experiência vivenciados, bem como com diversas citações de trechos de livros sagrados. Esses relatos e citações de livros, muitas vezes, são utilizados para fundamentar o pensamento doutrinário. Muitos desses relatos e citações de livros, no entanto, não estão sendo transcritos para o blog. Por essa razão, recomendamos o acompanhamento presencial da aula nas quartas-feiras. Convidamos você e sua família a participar deste maravilhoso curso. Informe-se na Regional da Seicho-no-Ie mais próxima!

Aula 19 – Parte I: Perguntas & Respostas - 08/06/2011
Orientações do Professor Heitor Miyazaki
Como romper com os desejos mundanos, os vícios carnais e fazer desaparecer da minha vida a solidão? Não concordo com minhas atitudes e sei que mereço amar uma mulher. (41 anos, solteiro)
Você já sabe onde tem que corrigir. O pior cego é aquele que não quer ver.  Você está sabendo onde tem que se corrigir, então é fácil. Apenas direcione a mente para Deus, procure praticar mais a Meditação Shinsokan. Quanto ao Shinsokan, recomendo sempre que as pessoas façam um preparo mental antes de iniciá-lo. Este preparo serve para afinar ou ajustar a mente lendo uma oração do livro A Verdade em Orações, ou outra oração que tiver em mãos, antes de iniciar a meditação. Desta forma, seu pensamento já ficará ajustado e afinado, pronto para iniciar a meditação. Por outro lado, se você acaba de assistir a um jogo de futebol na televisão e vai fazer Shinsokan, só vai “ver” jogador correndo. Se você está assistindo a uma novela e vai fazer Shinsokan, só vai “ver” gente brigando, isso porque na maioria das novelas só se vê brigas. A meditação, portanto, requer este preparo mental. Além disso, deixe na cabeceira de sua cama os livros da Verdade e, antes de dormir, leia um trecho do livro. Ao acordar, já pratique, leia a oração ou algum trecho do livro. Isso fará com que, gradativamente, você vá se purificando e estes pensamentos errôneos que você citou vão desaparecendo. Nosso subconsciente é igual a um gravador, lembra-se da fita cassete? É a mesma coisa. Quando você não desejava mais ouvir aquelas gravações, o que você fazia? Gravava em cima. Então, faça a mesma coisa. Todos os dias, a hora em que você está acordando é um momento importante, porque é a hora em que o “vigia” chamado consciente está começando a despertar; como não despertou totalmente, é possível gravar muitas coisas no subconsciente. E como o subconsciente tem esta propriedade, assim que acordar, leia , pois vai registrar com mais força  no seu subconsciente.
Tenho depressão há seis anos e também diabetes porque o meu filho ficou preso. Tomo remédio, mas não melhoro, o que posso fazer ?
Presenteie o seu filho com o Livro dos Jovens. Agora, tem um detalhe: às vezes eu falo: “dê um livro para seu filho”, e tem muitas mães que falam: “ah, mas ele não vai ler...”; então, pergunto: “mas você já deu o livro?” Não, então, se vai pessimista, já vai para a guerra derrotada, como é que vai conseguir?  Tem que pensar: “ele vai ler!”. Faça uma dedicatória assim: “eu confio em você, acredito em você”. É muito importante o filho ler uma mensagem escrita pela mãe desta forma. Depressão e diabetes têm alguma coisa indiretamente ligada. Primeiro, quando as pessoas não manifestam amor aos antepassados, diariamente, e há antepassados que estão em estado depressivo no mundo espiritual...lembram do filme Amor Além da Vida?  Quando a mulher morreu, foi parar aonde? Ela não estava num estado depressivo no mundo espiritual, numa casinha que lembrava a casa em que ela morava? Então, se algum descendente capta estas situações, entra em depressão. Por isso é que, quando tem algum suicida na família, alguém acaba entrando em depressão, ou tem tendências suicidas também. Isso porque está captando o pensamento em ilusão e o desespero deste suicida. Por isso é importante o que eu falei. Tem uma ligação? Tem. Faça diariamente a leitura da Sutra Sagrada para os antepassados, no mínimo duas vezes por dia. Agora, a depressão tem duas coisas para corrigir. A depressão se origina do sentimento de culpa, da idéia do pecado, que está em nosso inconsciente. Para eliminar isso, você tem que ter em mente dois fatores importantes: Primeiro: pegue o livro A Humanidade é Isenta de Pecado, leia e copie o livro. Tome essa decisão, como se você estivesse na escola: eu vou copiar, no mínimo, duas páginas por dia. E leia várias vezes, ok?  Este é o primeiro detalhe. Segundo: Faça caridade. Pessoas que sofrem de depressão precisam ser mais úteis às outras pessoas. Isso vai tirar o sentimento de tristeza, de autopunição, de autoestima lá em baixo. Quando a pessoa é útil, a autoestima sobe, ela fica feliz com ela mesma, e a depressão vai embora depressinha.
Há dez anos passei a ser atormentada por sinusite e rinite. Faço oração, mas ainda não consegui me livrar delas. O que posso fazer ? (solteira ,39 anos)
A rinite está diretamente ligada a conflitos e ressentimentos, coisas que não se harmonizaram com relação aos pais, principalmente. Os casos de sinusite, às vezes, estão diretamente ligados ao sentimento de tristeza que você está retendo. Tem um livro chamado A Verdade e a Saúde, em que o Mestre inseriu as mentalizações de cura de Yogananda. A oração em que você conversa com as células é muito forte. Para você ter uma idéia de como a oração é forte, eu sentia uma queimação na canela no momento em estava fazendo palestras. Aí, um dia, fui fazer um check-up e perguntei à médica o que era, e ela disse: “não sei”. Então, se você não sabe, Deus vai resolver o problema. Peguei este livro e fiz a oração uma vez só, e nunca mais senti aquela queimação. O Preletor Juvenal Guedes estava prestes a operar as varizes, não podia nem andar. Eu falei: “você não vai operar, não”, peguei este livro e disse: “você vai fazer esta oração, a Oração que fala com as células”. O livro é A Verdade e a Saúde, de capa amarela. Pratique esta oração que você vai resolver o seu problema, ok?
Estou no curso superior mas não consigo concluir a faculdade, surgem obstáculos na própria universidade. Percebi que estava fazendo a modalidade errada, agora estou mudando para outra opção que tem afinidade com o meu sentimento. Como posso saber se estou no caminho certo ? (26 anos, solteiro)
Para saber se está no caminho certo, você precisa identificar-se com o curso que está fazendo. Se você sente uma repulsa e fica falando “não é isso que eu quero, não estou à vontade, não estou feliz com isto”, então, não adianta ficar forçando. Mas, também, tem certas matérias que não são legais, e não podemos ficar pensando, por causa de uma ou duas matérias, “não é isso que eu quero”. E tem matérias que você fica pensando “quando é que eu vou usar isso na vida prática?”, por exemplo, em matemática tem uma axioma que diz: “o todo é maior que a parte”, quer dizer, você precisa provar que a pizza é maior que um pedaço dela, ou seja, provar que um pedaço, que faz parte da pizza, é menor que o todo. É lógico que é, mas você tem que provar matematicamente. E aí você fala “quando é que vou usar isso na vida prática?”, e por causa disso você vai desistir do curso? Também não é o caso. Tem coisas que você tem que aprender a gostar, de certas matérias também, e depois vá em frente, vá em frente. O importante é que você termine o curso. Se você ficar como um macaco, pulando de galho em galho, não vai terminar nenhuma faculdade. Olhe, vá até o fim. Depois, se você ficar com qualquer dúvida quando terminar a faculdade faça um curso de pós-graduação dentro daquilo com que você se identificar. É um caminho muito mais prático, no qual você não vai perder tempo.
Toda vez que vou praticar Meditação Shinsokan há algo dentro de mim que me impede. O que posso fazer para me fortalecer? (45 anos, casada)
O “algo” que a impede chama se “pre-guiça” (risos). A preguiça é coisa do eu carnal, do falso eu. O Mestre deixa claro, “o eu que domina a matéria é o Eu Verdadeiro, o que é dominado por ela, é o falso eu”. É o “falso eu” que diz não ter vontade de fazer isso ou aquilo. Não seja arrastada pelo “falso eu”. “Ah, não estou com disposição de fazer a leitura da Sutra Sagrada aos meus antepassados”. A questão não é “estou ou não com disposição”. É acordar e fazer! Por exemplo, decidi que, a partir das 5:00h esse horário não é meu, cedi-o aos meus antepassados. Acordo e faço 3 Sutras. Fazendo isso, perceberá como se tornará vitoriosa.
Nas empresas há muitas resistências para mudar algo. Isto ocorre porque o subconsciente representa 95% e o consciente apenas 5%. O subconsciente é a mente do hábito, não estamos acostumados a fazer certas coisas e, quando queremos, a mente do hábito diz que não quer, pois você ainda não treinou. O consciente é o cavaleiro e o subconsciente é o cavalo, diz o Mestre. Então, você deve dominar a si própria, deve insistir até desenvolver o hábito e dominar o subconsciente. Essa é a função do homem na face da Terra: “aprender a dominar a si próprio; dominar o próprio ego para evoluir espiritualmente”.
Sou preletora há 08 anos e quando conduzo Cerimônia aos Antepassados perco a voz. Em outras atividades, minha voz fica normal. (61 anos, viúva)
Não sei se é o caso em questão, mas pode ser um sentimento inconsciente de culpa. Talvez você não esteja fazendo corretamente ou diariamente a oração de gratidão aos antepassados em casa. Nesse caso, no subconsciente você está se autopunindo, criando algo que impede a realização de uma atividade. Verifique o que está ocorrendo (pode ser sentimento de culpa ou medo de errar) e determine firme e positivamente a si mesma que não vai mais acontecer tal fato, e repita 10 vezes; em seguida, haja sem medos.
Minha felicidade dura pouco nas áreas pessoal, profissional e amorosa. Por que isso ocorre? (35, feminina, solteira)
Isso ocorre porque o consciente quer ser feliz, mas o inconsciente, não. Inconscientemente a pessoa quer sofrer, pagar os pecados. Essas ideias inconscientes precisam ser purificadas, afirmando a si mesma que é filha de Deus, merece e vai ser feliz. Afirme isso sempre, sem medo. O que gera esse sentimento está escrito no capítulo Sabedoria da Sutra Sagrada “nada mais são que dores criadas em nossa própria mente e sofridas pela própria mente”. Essas dores são ideias enraizadas no subconsciente, gravadas por várias encarnações. Assim, as pessoas se atormentam e acreditam que devem pagar esses pecados. Isto não é verdade, é preciso purificar a mente. Leia o livro A Humanidade é Isenta de Pecado, a Sutra Sagrada e também participe de Seminários na Academia Espiritual. Deste modo, serão banidas as ideias de pecado que impedem tanto a felicidade do homem. Além disso, ler a Sutra Sagrada aos antepassados, manifestar amor aos pais, estejam onde estiverem. A pessoa sente-se feliz quando faz o próximo feliz.
Minha filha é bonita e bem sucedida profissionalmente, mas tem dificuldade em manter um relacionamento amoroso saudável, manter um namoro firme. O que fazer?
Mas por que não namora firme? Às vezes, isso é medo de ser feliz no casamento. Inconscientemente, cria coisas para que a infelicidade ocorra. Há outros fatores também. Na empresa onde me aposentei, tinha uma mulher que era chefe do departamento social. Ela foi a primeira mulher a ocupar um cargo de chefia na empresa. Um dia ela me falou: “Hoje o problema não é com nenhum funcionário, hoje o problema é meu. Fui noiva três vezes, de aliança, casa e tudo montado para casar, mas se desmanchava o noivado, isso foi com três pessoas diferentes, mas eu quero me casar!” Então, perguntei: “Você cuidou de uma pessoa doente até ela morrer?”, e ela respondeu: “Sim, a minha madrinha, eu dava comida na boca, dava banho”. E concluí: “Ela está com medo de perdê-la, ela está com medo de que você vá embora. Leia a Sutra durante 49 dias para ela”. Seis meses depois ela mandou um convite de casamento de meio metro. Naquele tempo, em 1973, era novidade, os convites de casamento eram todos pequenos na época, e ela se casou. Nem sempre é influência espiritual, às vezes é o inconsciente: ter presenciado a desarmonia entre os pais; de tanto assistir novela, acha que não vai ser feliz; não acredita nos homens, pois acredita que eles não prestam. Isso atrapalha o desejo de ser feliz. Outro fator é a fobia pelo ato sexual, devido a uma educação sexual errônea. Portanto, se for medo pela desarmonia conjugal, recomendo ler o livro Lições para o Cotidiano. Agora, se você guarda ainda conflitos e ressentimentos dos pais, leia o livro Buscando o Amor dos Pais. Vá direto à causa para resolver o problema. Você, estando embasada, tendo as regras de como ser feliz, lendo esses livros, não precisa temer. Outras vezes, não é nada disso. É apenas que a metade da alma ainda não apareceu. Cada panela tem uma tampa, as tampas que apareceram até agora foram todas trocadas, uma hora vai aparecer a tampa certa.
Tenho um filho com 11 anos que tem muito medo. Fica impressionado com qualquer noticiário comentado e apresenta pânico nesses momentos. À noite não dorme mais sozinho, o que fazer? (47 anos, casada)
O sugestionamento é um problema ocasionado pela imprensa que exagera nas noticias de crimes, tragédias e outros absurdos. Ele fica tão sugestionado que, qualquer coisa, fica com receio. O melhor é não assistir tais coisas. Deve-se volver a mente da criança para o lado da harmonia, da paz, para que não fique com a mente totalmente impregnada com pensamentos negativos, isso é importante.  E, quando estiver dormindo, depois de 30 minutos, ler a Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade e dizer a ele: “Você é filho de Deus, protegido e abençoado a todo o momento”. É importante mantermos a mente com esse pensamento. Somos amparados sempre por Deus. Quando nos sentimos desamparados, vem o medo e ocorrem as tragédias. O medo atrai as situações que tememos. Então, vamos limpar, purificar e direcionar a mente para o lado certo. Volvamos sempre nossa mente para fatos e coisas boas.
Minha cunhada nunca se entendeu com o pai dela, está grávida de gêmeos e pretende colocar apenas o sobrenome do marido e da mãe nas crianças, penso que isso poderia trazer más consequências, qual seria a orientação?
Realmente isso pode trazer más consequências. Em 1978, eu estava em Maceió e um senhor me perguntou: “Eu tenho dois sobrinhos anões, não cresceram e na família não existem casos de anões, o que pode ser?” Eu falei “a raiz foi cortada” e ele disse “realmente foi, porque os pais das crianças brigaram, separaram-se, e o avô materno rasgou as certidões de nascimento dos netos e registrou só com o sobrenome dele, tirou o sobrenome do pai”. Então, não cresceu, não deu continuidade ao sobrenome do pai, conseqüentemente as crianças não cresceram também. Portanto, existem casos assim, por isso é conveniente que ela saiba da importância do que deve ser feito. No caso, se for o sobrenome da mãe, é uma coisa pela qual muitas pessoas optam no Brasil, há esse hábito, e quando as coisas estão no subconsciente coletivo não tem problema. Mas, por que não se dar bem com o pai? Por que tirar o sobrenome do pai propositadamente? Isso pode magoar os antepassados. No livro Melhore o seu Destino Orando pelos Antepassados, o Mestre cita que esses casos que causam ressentimentos, causam mágoas aos antepassados, isso não é bom, isso é muito ruim; e pode até aparecer problemas na cabeça de alguém da família por causa desses tipos de ódio, raiva, ressentimentos que ela guarda do pai. É bom que ela leia o livro Buscando o Amor dos Pais, ou então o livro Conquiste a Felicidade com Amor. Outro dia, até, uma pessoa fez o namorado da sobrinha ler o livro (CFA) porque tinha um ódio mortal do pai. Quando terminou de ler ele falou: “Como esse livro é maravilhoso! Aquele filho ingrato não existe mais, eu vou agora mesmo procurar meu pai para pedir perdão”. Portanto, existem situações em que um livro pode harmonizar as pessoas e fazer com que sejam felizes. Então, os livros Buscando o Amor dos Pais e Conquiste a Felicidade com Amor são livros recomendados para a harmonia familiar.
Tenho uma filha de dois anos e meio que possui alergia de ovo e leite. Quando ela come esses alimentos sua pele fica toda empolada e com muita coceira, o que posso fazer, para que ela se cure?
Existem algumas doenças cujas causas são de vidas anteriores, vidas passadas, mas existem coisas que podem estar no inconsciente dela, de alguma intoxicação que tenha sofrido (pode até não ter sido agora, mas em vidas passadas também). É como a causa da claustrofobia, o médico não resolve casos de claustrofobia porque são coisas de vidas passadas, onde a pessoa morreu soterrada ou foi enterrada viva. O desespero de querer sair da situação fez com que ela, nesta encarnação, quando fica no elevador, num lugar fechado, vem aquele desespero de querer sair do lugar fechado. Existem essas situações citadas no livro Você Pode Curar a Si Mesmo. Então, a melhor solução, em vez de ficar pensando “por que, por que, por que”, meia hora depois que ela entrar no sono, leia a Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade durante uma semana, na outra semana leia a Sutra Sagrada para Cura Espiritual e também faça a leitura de algumas páginas do livro A Verdade da Vida, volume 2. Quando a pessoa começa a entender o livro A Verdade da Vida volume 2, compreende que nós somos espíritos e vamos transcender todas as coisas da matéria e não ser vitimas das situações da matéria, ou seja, as leis da Vida são superiores às leis da matéria. Existem as leis da matéria? Existem! Existem também outras leis, mas a maior lei é a lei de Deus, essa sobrepuja as demais leis. Isso nós temos que entender, por isso, através da fé, através da manifestação da Vida que se aloja no indivíduo, as pessoas conseguem transcender coisas que, pela lei da matéria, demorariam algum tempo a mais para a sua cura. Isso mostra que é verdade o que está na Sutra para Cura Espiritual: a lei de Deus, a lei da Vida, é superior às leis da matéria. Então, leia a Sutra Chuva de Néctar da Verdade e a Sutra para Cura Espiritual na cabeceira da cama dela.
Parte II - Estudo do livro A Verdade da Vida volume 1: Estudo da Saúde pela Seicho-no-Ie – Orientações do Prof. Heitor Miyazaki – Aula 19 – 08/06/2011.

AVV1 págs. 73 e 74: "Quando colocamos água numa garrafa, achamos que ela está preenchendo totalmente o recipiente, sem deixar uma única lacuna. Porém, introduzindo nela gás carbônico sob pressão, o gás penetra livremente, sem aumentar o volume da água. Assim se obtém a água carbonatada das bebidas refrigerantes.”
Se o volume da água não aumenta, mesmo que nela seja introduzido o gás carbônico, é porque há uma distância muito grande entre uma molécula e outra de água. Explicando melhor: você está com água até o gargalo, pega um gás carbônico sob compressão que se transforma em líquido, e injeta na água; vai vazar, vai vazar... não vaza, porque ele consegue penetrar no meio das moléculas. Vamos entender melhor, para que se esclareça o que é uma molécula.

Uma molécula é formada quando átomos do mesmo ou diferentes elementos se combinam. A molécula é a menor partícula de uma substância que pode normalmente existir de maneira independente.

Aqui está a imagem de uma molécula. Ela não é uma coisa compactada, ou seja, a matéria parece uma coisa sólida, mas não é como pensamos, como julgamos, conforme enxergamos de uma forma muito grosseira. Se formos analisar ao microscópio, vamos ver que entre as moléculas existem espaços.

Agora, o que é o átomo?

O átomo constitui a menor partícula de um elemento. O átomo é composto de um núcleo central contendo prótons com carga positiva e nêutrons sem carga. Os elétrons com carga negativa e massa insignificante revolvem em torno do núcleo em diferentes trajetórias imaginárias chamadas órbitas.

Crédito da imagem: “http://ciencia.hsw.uol.com.br/atomos.htm”

Alguém pode falar, espera aí, tem duas coisas que são “a menor partícula”: o átomo constitui a menor partícula de um elemento, e a molécula, de uma substância. O átomo, na verdade, é que compõe a molécula. Você pega uma molécula de água, é formada por dois elementos de hidrogênio e um elemento de oxigênio, H2O, é que forma uma molécula de água.

Assim, a menor partícula de uma substância é uma molécula, mas a menor partícula é um átomo. O átomo é o menor de todos. Se você pega uma folha de papel, divide-a, vai cortando a metade, o que sobrou corta a metade, e vai cortando a metade, chega a um ponto em que você não enxerga mais nada, pega uma lupa, corta a metade... Qual a menor partícula a que você vai chegar? É o átomo.
Mas, na verdade, no átomo também existe distância, de tal forma que ele não é uma coisa compactada.
Crédito da imagem: “http://ciencia.hsw.uol.com.br/atomos.htm”

Aqui está o desenho de um átomo, então vocês estão vendo aquela bolinha a circular, é o elétron que está girando em torno do núcleo. A distância do elétron para o núcleo é uma distância enorme, muito grande. É o mesmo que você estar num campo de futebol na arquibancada e olhar para o centro do campo; o centro do campo corresponde ao núcleo, e onde você está corresponde à posição de um elétron. Então, entre o elétron e o núcleo existe uma distância grande, existe um espaço. Por isso a matéria em si não é sólida, firme, como aparenta ser. Em resumo, o que é a matéria?

AVV1 pág. 75: "Desta forma a matéria é formada por inúmeras partículas chamadas moléculas, as quais estão separadas entre si a uma considerável distância”.

Então, como existe esta distância entre as moléculas, e a molécula é composta por átomos, e entre átomos também existe distância, os cientistas dizem que o nosso corpo, se tirássemos todos os espaços, caberia dentro do dedão...rs,rs, tanto que ele pode ser compactado. A matéria, na verdade, não é como a gente imagina. Aparenta que é tudo isso, mas, na verdade, não é.
E as moléculas têm distância entre si? Por que os fios de alta tensão têm aquela barrigada, aquela curva? Porque quando é época de calor eles dilatam, e em época de frio, eles contraem, certo?  Vamos supor que em janeiro eles façam a instalação e deixem os fios muito justos, quando chegar o inverno eles vão romper-se porque vão compactar-se e quebrar. Então, existe esta mesma retração que ocorre com a água, com o gelo. Quando vocês colocam água no freezer ocorre uma compactação ou dilatação, e tudo isso é de acordo com a temperatura das moléculas.

Por que o Mestre explicou detalhes sobre a matéria, sobre moléculas e átomos? A Seicho-no-Ie explica de uma forma científica e alguém pode estar pensando “o que tem a ver uma coisa com a outra?”; justamente ele está entrando em detalhes para que possamos entender um ponto fundamental: NÓS SOMOS VIDA! Quando as pessoas são materialistas, não entendem o que isso significa.

Certa vez, eu estava lendo um livro em espanhol em que estava escrito: “na juventude perdeu sua saúde buscando o dinheiro; na sua velhice perdeu o dinheiro buscando a saúde”. E agora está lá, o fulano Romeu no seu túmulo (rs). Quer dizer, ele só foi materialista.
É como aquele rapaz que tinha um físico muito bonito, mas estava usando muito anabolizante. Uma ideia muito materialista, porque achava que ele era o físico, o corpo. Só que, para quem usa muito anabolizante, o coração fica duro também, aconteceu com ele que morreu aos 25 anos, o coração já não conseguia mais fazer sua função.

Aquela corredora norte-americana que foi campeã nas olimpíadas, também usava muito anabolizante; pernas e corpo, toda a musculatura muito forte. Mas, se forma musculatura no corpo, é lógico que o músculo do coração também fica duro, e com isso deixa de exercer sua função. Por isso, pessoas que são muito apegadas à matéria, muito materialistas, são totalmente alheias à nossa missão. Um astronauta está cumprindo uma missão extraterrestre. E o que nós estamos fazendo aqui na Terra? Estamos fazendo uma missão extraespiritual (rs). O astronauta, quando termina sua missão lá no espaço sideral, a primeira coisa que faz quando volta para a Terra é tirar a vestimenta. Da mesma forma, quando cumprimos nossa missão aqui na Terra, temos que tirar a vestimenta chamada corpo carnal. É isso que os materialistas precisam entender; compreender que esta roupa que a gente usa não é eterna.

Por esta mesma razão, as pessoas que ficam lamentando, perdi meu pai, perdi meu pai. Não se perde o pai, ele apenas “foi” para o mundo espiritual. Na verdade, não é que ele foi, ele retornou porque veio de lá. E assim também nós, quantas vezes retornamos para o mundo espiritual? Quantos corpos carnais nós temos? Temos corpos carnais num monte de lugares, em muitos países. Alguns têm sorte de ter alguém, um descendente, que ainda o está cultuando. Alguém pergunta: mas eu estou rezando a Sutra para o meu avô, e se ele já reencarnou? O Mestre fala: “não tem importância. Essas pessoas têm sorte porque a oração não se perde”. Ele está num novo corpo carnal, mas a oração está destinada a ele, não ao corpo, certo? A oração para os antepassados não é para o corpo carnal, é para o espírito, para a pessoa. Então ele está recebendo em algum lugar. Por esta razão, tem gente que tem sorte de alguém estar rezando para ele. Pode estar num outro país, não ter vínculo sanguíneo nenhum, mas a oração não se perde. É isso que nós temos que entender, por que o Mestre está falando sobre a matéria, tudo isso porque nós não somos matéria. Este corpo carnal é uma vestimenta igual à que o astronauta usa, e quando a pessoa se apega muito é que fica doente, ok?

Aqui, fiz questão de colocar uma Sutra "diferente", a primeira Sutra que foi publicada oficialmente em português. Vocês vão notar que algumas redações estão diferentes, pois dependem da pessoa que fez a tradução. Mas, é a mesma parte que vocês vão entender com uma linguagem diferente. Às vezes a pessoa decora as palavras da Sutra e não consegue pensar de forma diferente. Assim, escrito de forma diferente ela até poderá compreender melhor.

"Não tomeis a matéria que percebeis através dos sentidos como a Realidade".

Primeiro detalhe: Realidade está com letra maiúscula. Existem duas realidades, uma com letra maiúscula e outra com letra minúscula. Aquilo que você vê na imprensa (notícias de fatos ocorridos) é realidade com r minúsculo, é a projeção no mundo terreno. A realidade com R maiúsculo é aquilo que é verdadeiro, aquilo que é Real, aquilo que Deus criou. O que Deus criou é o que é verdadeiro, esta é a Realidade. Aquilo que percebemos através dos sentidos, não é Realidade.

Quando estamos dormindo, nossos cinco sentidos não estão ligados. Os cinco sentidos estão ligados ao cérebro, que é o consciente, e fazem parte, também, da percepção. Nosso consciente corresponde ao corpo carnal e ao corpo etérico. O corpo etérico faz parte da percepção. Quando, pela manhã, despertamos, nossos cinco sentidos começam a se conectar com o mundo exterior. É a hora em que abrimos os olhos e começamos a enxergar com os olhos carnais, começamos a sentir, escutar, cheirar e ativar nosso paladar. Nosso consciente, diz Karl Menninger, é a porta para o mundo exterior, o mundo material. A matéria que percebemos pelos cinco sentidos não é a Realidade. Por isso, não enxergamos Deus com os olhos carnais, porque os cinco sentidos são apenas uma forma grosseira de enxergarmos este mundo material.

"A matéria não é a substância Real de todas as coisas, não é a Vida nem tampouco a Verdade"

Na realidade a matéria não é o "dono". Existem pessoas que se apegam à matéria e só pensam nisso, só pensam na coisa material. Só pensam em enriquecer e só valorizam outra pessoa por causa do dinheiro, ou pela aparência. Pessoas de visão materialista exacerbada, em que o ego é muito forte, só se apegam a coisas materiais, são escravas da matéria. A matéria, em si, não possui inteligência nem sentidos. Mas, atrás, no âmago da matéria, no âmago dos sentidos, existe um ser sumamente perfeito e maravilhoso. É ele quem comanda a matéria. A matéria não é nada, e não possui natureza própria. Nós somos Vida. Apenas a mente dá à matéria suas qualidades, isto é, quem qualifica a matéria é mente.

Trecho da Sutra Budista Hannya Shingyo: "Tu, filho de Buda, ouve bem: o fenômeno não difere do vazio, isto é, a matéria não existe. O vazio não difere do fenômeno, isto é, do nada surgem todas as coisas. O fenômeno é vazio, parece existir, mas não tem existência verdadeira. O vazio é o fenômeno. O vazio absoluto é existência verdadeira. Assim também são a percepção, o pensamento, a ação e o consciente: existem, ao mesmo tempo que são o vazio; são o nada e, ao mesmo tempo, existem."

Por que os espíritos atravessam paredes? Porque, para eles, a matéria não existe, pois estão em uma dimensão superior. O ser humano, normalmente, olha com a visão de um terráqueo, de uma pessoa que está na Terra, por isso se esquece disso. De acordo com o nível espiritual, a pessoa pode ter essa consciência. O espírito elevado tem muita consciência. Ele deixa o corpo carnal consciente e vem consciente, isto é, reencarna consciente. Por isso, antes de se reencarnar, ele sabe que vai ter uma missão pela frente. Ele sabe que é espírito, que estará vindo em novo corpo carnal. Porém, quando a pessoa reencarna, aquelas memórias, lembranças, apagam-se, e começa a desenvolver-se a consciência do carnal. O cérebro começa a se ajustar no novo corpo carnal. Meio desengonçado, põe a mão na boca e começa a colocar tudo o que encontra na boca, para treinar os cinco sentidos. À medida que vão crescendo, crescendo, alguns esquecem totalmente de sua natureza divina. Esquecem tudo e acabam seguindo o caminho do materialismo. É isso que faz com que algumas pessoas, quando estão no sofrimento, passando por algumas situações difíceis, conhecem a Seicho-no-Ie, começam a ler a Sutra e refletem: "mas, isso é uma coisa que sinto que está certa!". Por que você sente isso? Porque está dentro de você. Não é possível sentir algo que não esteja dentro de você. Se nós sentimos emoção quando cantamos o Hino Canto para Consolidar a Fé, sentimos que Deus está nos amparando, segurando a nossa mão, "Eu sou o Deus que habita no seu interior", se isso nos emociona, isso só ocorre porque temos Deus em nosso interior. Só sente saudades da Bahia quem já esteve na Bahia. Não é possível sentir saudades de um lugar em que nunca estivemos. Assim, quando nos sentimos bem ouvindo as palavras da Verdade, é porque nós somos filhos de Deus. Não podemos sentir aquilo que não está dentro de nós.

A matéria aparenta existir, mas, na realidade, não existe. Tudo o que é fenomênico, passageiro, não é Realidade com R maiúsculo; Realidade é aquilo que não desaparece nunca. Mesmo que a Terra, um dia, venha a se extinguir, a Realidade vai permanecer. Coisas materiais podem desaparecer porque não são Realidade com R maiúsculo. A Realidade com R maiúsculo, Deus e os filhos de Deus, a nossa Vida, não desaparecem. Do nada surgem todas as coisas. Para entender, um exemplo simples: quando fomos fazer uma gravação para uma televisão do Rio de Janeiro, em Niterói, um senhor apresentou-se para o preletor Ariovaldo dizendo que ele tinha um tumor do tamanho de uma maçã embaixo do braço e que, assistindo ao programa da Seicho-no-Ie na TV, este tumor foi diminuindo e ficou do tamanho de um grão de feijão. Pergunta: como é que surgiu aquele tumor do tamanho de uma maçã em baixo do braço? A mente é quem fez. E como é que desapareceu? A mente cria e a mente cura, então de onde surgiu aquele tumor do tamanho de uma maçã? Do nada. E para onde foi? Para o nada. Nossa mente tem esta força. Quando vibramos a Verdade, ela manifesta a benção de Deus aqui na face da Terra, mas quando vibramos a coisa errada ela projeta a coisa errada. Nossa mente tem força criadora, mas devemos direcioná-la para o lado do bem, do belo, do amor, da vida.

AVV1 pág. 79, CAPÍTULO  2: “Não só a patologia moderna como também todas as ciências que estudam os males físicos fazem parte do "fruto proibido" que motivou a expulsão da humanidade do jardim do Éden. Satanás, ou seja, a mente ilusória do homem, ensinou à humanidade que, comendo o fruto proibido chamado patologia, se tornaria perfeitamente saudável como Deus (Gênesis, cap. 3). Porém, Adão, isto é, o homem foi expulso do jardim do Éden porque comeu o fruto da sabedoria chamado patologia. Após isso, apesar de o homem ser essencialmente saudável e insuscetível às doenças, teve de passar a manter a saúde, sujeitando-se com árduos esforços às "leis da saúde" criadas por ele mesmo”.

Primeiro detalhe, a palavra “patologia” é ramo da medicina que tem por objeto o estudo das doenças, da origem, causas e sintomas. Isso tudo do lado físico, não estamos falando da causa mental e espiritual, porque a medicina, logicamente, só vê o lado físico, o lado material. Então, quando manifestam-se certos tipos de doenças, como as ligadas à parte de nervos, como paralisia facial, a medicina fala que não tem cura. Não tem cura por que a origem não é material, a origem não é física, é espiritual.

Então vamos dividir este primeiro parágrafo em partes:
1ª parte – Satanás, ou seja, a mente ilusória do homem ensinou à humanidade que, comendo o fruto proibido chamado patologia, se tornaria perfeitamente saudável como Deus. Este Satanás, primeiro detalhe, não é existência real. Deus não criou Satanás. Para quem acredita que existe Satanás, pergunto: será que a vida de Deus estava tão monótona que ele disse “vou criar um concorrente para ter graça e vou brigar com ele”? “Para ter emoção eu vou criar um Satanás”, imaginem, não é isto o que aconteceu. Segundo detalhe: tem gente que pensa que Lúcifer é eternamente diabo, eternamente Satanás, e não é. O espírito em ilusão é chamado desta forma, mas um dia ele vai se iluminar. Nós não somos regidos por leis? Então, dentro da lei espiritual, da lei da vida, nosso objetivo é evoluir. Todas as vidas existem para evoluir. Até tem uma passagem do nosso grande amigo Vetterini (vamos estudar no volume 9, este livro é fantástico, é sobre o mundo espiritual, sobre as leis espirituais). Perguntaram sobre a cremação e o Sr Vetterini deixou bem claro que, para as pessoas que ainda necessitam retornar para a Terra, a cremação não é algo bom. É como um balão de gás que está ligado com um fio e a pessoa corta o fio e o balão se perde. Então, o vinculo “mundo espiritual – Terra” acaba se rompendo. Agora, se a pessoa não precisa mais reencarnar-se não tem este problema. Outro detalhe que ele falou é que interrompe o ciclo normal da vida, ou seja, aqueles vermes também fazem parte de uma evolução espiritual, o bichinho da goiaba não vai ser eternamente um bichinho da goiaba; ele também tem um espírito, daqui a 10 mil anos não continuará como um bichinho de goiaba pode ser promovido para “bichinho de abacate”. O cachorro também não vai ser eternamente cachorro, tudo está em evolução, o ser humano também tem que evoluir.

2ª parte - Adão foi expulso porque comeu o fruto da “sabedoria” (o fruto da ciência do bem e do mal). Pessoas que acreditam no bem e no mal, acreditam que existe Satanás, são pessoas que acreditam no dualismo ou pluralismo, não acreditam que existe um Deus único. Se Deus é único e absoluto, só existe Deus e o que Deus criou. Se Deus é o único criador, não iria criar Satanás. Quem acredita que existe um oponente a Deus está com o pensamento dualista. Não existe esse oponente de Deus. A mente em ilusão, o espírito em ilusão profunda, “dá forma à sua crença e a manifesta como falsidade”. Então, esquecer este fruto da ciência do bem e do mal é esquecer e ignorar a sua natureza divina e pensar somente que ele é um ser material. Por isso o símbolo de Adão e Eva, da cobra que “tititi” no ouvido da Eva e a Eva “tititi” no ouvido do Adão, aí ele foi pego “no flagra” e, como estava pelado, não tinha como colocar o caroço da maçã no bolso, então engoliu e o caroço parou na garganta. Assim, o “pomo de Adão” está aqui (na garganta), mas isto tudo é simbologia. E a cobra, simboliza o quê? Arrastando o corpo todinho na terra, simboliza o materialismo, o prazer do materialismo. Portanto, o ser humano, se ficar com a mente voltada somente para a matéria, ser escravo da matéria, vai ganhar o “cartão vermelho”, vai deixar de alcançar o paraíso, vai ser infeliz, vai sofrer. Por isso, Cristo disse “Meu Reino não é deste mundo”, quando disseram que Cristo era rei, ele aclarou que era rei de um mundo espiritual, no mundo celestial, não aqui na Terra. Aqui na Terra não quero ser “o bom”, não quero nada disso, isso é coisa supérflua, coisa fenomênica, aqui é uma escolinha, terminou a escola aqui, volta-se para a escola no mundo espiritual. Lá nós também continuamos estudando. Mesmo o espírito que não tem mais necessidade de voltar para a Terra continua estudando, não interrompe o ciclo da aprendizagem, é infinito.

Após isso, apesar de o homem ser essencialmente saudável e insuscetível às doenças, teve que passar a manter a saúde. Ai é que ocorrem determinadas situações, por exemplo, semana passada, fiz o Seminário da Luz em Uberaba (sábado) e Uberlândia (domingo), pertencentes à mesma regional do Triângulo Alto Paranaíba. A Supervisora informou, como mencionei outro dia aqui na aula, que uma senhora estava em uma cadeira de rodas no Seminário de Uberaba. Ela ficou curada e no domingo foi de ônibus para assistir ao mesmo Seminário da Luz em Uberlândia e sem cadeira de rodas, sem tratamento, sem remédios, sem nada. Por quê? Porque ela entendeu que é espírito, é Vida. Durante as palestras foi compreendendo algumas coisas que não estavam corretas, como conflitos com os pais e ingratidão com os antepassados. Assim, ela foi mudando seu modo de pensar e, consequentemente, o resultado apareceu: saiu andando e deixou a cadeira de rodas. Isso mostra que, quando compreendemos a Verdade, a Vida se liberta de todas as amarras. As amarras que nos impedem de ser felizes, amarras que nos amarram, mesmo, impedindo que possamos manifestar a saúde, tudo isso são ilusões.

AVV1 pág. 79, CAPÍTULO  2: “Vejam, não há doenças em animais selvagens. Eles não seguem nenhum método para manterem a saúde, nem usam remédios, mas são dotados de saúde perfeita desde o nascimento. No entanto, trazendo um animal selvagem para o convívio humano, criando-o num zoológico ou numa fazenda sob a atmosfera do pensamento humano, inevitavelmente ele ficará doente. Adoece, mesmo que um veterinário o assista ininterruptamente, possibilitando-lhe uma vida bem mais higiênica e regulada do que antes, quando vivia em liberdade na mata. Acontece isso porque vive sujeito às vibrações do pensamento doentio do homem que, acreditando na existência original das doenças, preocupa-se apenas em como se livrar delas: “Será que isso é anti-higiênico”? Será que fazendo isso ficarei doente?

Acredito que todos já tomaram conhecimento do depoimento dos indígenas. Eles não tinham certos tipos de doenças e passaram a tê-las quando receberam a visita dos homens brancos. O homem comeu o fruto da sabedoria, o fruto da ciência do bem e do mal, e ficou tão apegado à matéria que começou a criar doenças novas. Enquanto mantiver pensamentos errôneos, ideias materialistas, conflitos, pensamentos nada condizentes com a mente de Deus, fará surgir doenças novas.

No livro A Verdade da Vida vol. 9 o Mestre cita o depoimento de cientistas que analisaram as gargantas de quinhentos alunos e verificaram que, dentre eles, havia muitos que tinham grande quantidade de bactérias na garganta, mas não estavam com a garganta inflamada e outros que estavam com menos quantidade de bactérias, mas estavam com a garganta inflamada. Não deveria ser o contrário? Não deveriam ficar doentes aqueles que estavam com maior quantidade de bactéria? Mas não era isso o que estava acontecendo. Onde está a diferença? No estado mental. O estado mental da pessoa influi muito. A forma como você acredita ou não acredita, como você pensa, no que você pensa, como está reagindo em certas situações, seu modo de viver o dia-a-dia, tudo isso tem influência muito grande em nosso corpo carnal.

A Terra é o mundo fenomênico. O mundo fenomênico, porém, não é somente a Terra, o mundo espiritual também é fenomênico. “O espírito que está em ilusão dá forma à sua crença e manifesta uma imagem falsa”... “Espírito que não tem coração e sofre de doença cardíaca...”, assim, por exemplo, alguém que teve a perna amputada e, portanto, morreu sem a perna, se ainda não entendeu que é espírito, que é Vida perfeita, continuará andando como se estivesse sem a perna, até que alguém possa lhe esclarecer através da Verdade. Por isso, quando lemos a Sutra aos antepassados eles começam a entender a Verdade e se curam; no mundo espiritual também se curam.

Na visão budista é dito Terra Pura (sem ilusões), é o mesmo que Céu, Paraíso, Mundo de Deus.

Quando as pessoas ficam com a mente voltada somente para o mundo fenomênico, para a Terra, ficam tão sugestionadas que se esquecem de Deus. "PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU, SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME, VENHA A NÓS O VOSSO REINO". Sabemos que o Reino de Deus é melhor que a Terra, que no mundo de Deus não existem guerras, não existe miséria, não existe sofrimento, não existe doença, é perfeito e muito bonito. Não existem adjetivos para descrever o mundo celestial. Antigamente quando a Hebe Camargo falava: "Pena que a televisão não é em cores", lembram? O que ela queria dizer é que, o que ela estava vendo era tão bonito que era uma pena que nós não pudéssemos ver também... O mesmo acontece com o mundo celestial que é tão bonito, tão magnífico, que não dá para descrever na linguagem da Terra. Seja feita a vontade de Deus aqui na Terra como já existe no Céu. Para que isso aconteça, depende da mente, depende do filme mental, depende da gente. Por essa razão, quanto mais pura for nossa mente, menos distorções aparecerão aqui na Terra. Cristo disse: "Os limpos de coração verão a Deus".

Quando a nossa mente fica mais focada no mundo fenomênico, na Terra, esquecemo-nos da beleza, da magnificência do mundo celestial e, com isso, vamos perdendo a fé. Para aumentar a fé temos que contemplar, concentrar a nossa mente, em Deus. Cristo, a todo o momento, se retirava para fazer meditação; meditava, meditava...

Trecho da Sutra Budista Amidakyo – “Acatai as palavras de Amithaba, despertai para vossa natureza de filho de Buda, venerai e recitai o nome Dele, concentrai o vosso espírito durante um a sete dias ou durante a vida inteira e jamais dispersais o vosso espírito. Quando assim procederdes, a fé se tornará ainda mais inabalável e vós nascereis no paraíso habitado por Amithaba e inúmeros seres sagrados.”

Amithaba é Deus, os budistas não falam Deus, falam Amithaba, falam Buda.

Acatai, despertai, venerai e recitai o nome Dele (é o Pai-Nosso): Pai Nosso que estais no Céu, Santificado seja o Vosso Nome...  Santificado, venerado, amado, respeitado seja o nome de Deus. Temos que nos curvar diante do nome de Deus. Esse amor, respeito e devoção são muito importantes. Yogananda falava: “ore com alegria, com devoção e com fervor”, e não com frieza. Experimente fazer o que um dia veio na minha mente e comecei a fazer na oração, falei: “Deus eu te amo”. Vocês sentirão, assim como senti, muita alegria.

Concentre a mente para o mundo de Deus durante um dia, uma semana, e sua fé aumentará. Quem não tem fé é porque a mente está voltada somente para o mundo fenomênico. Daí a importância de fazermos a Meditação Shinsokan para concentramos a mente em Deus.

Para conscientizar a capacidade infinita: O Mestre cita, no texto abaixo, que não adianta apenas mentalizar. Se você não estiver sentindo o significado da palavra, não vai adiantar nada. Se não entender, se não estiver focado, concentrado no valor da palavra, de nada vai adiantar... TEMOS QUE DEGUSTAR, SENTIR E CONCENTRAR.

“A palavra proferida claramente tem mais poder de concretização do que a palavra mentalizada. Falar alto aumentará o poder da palavra para despertar e conscientizar a capacidade interna. Em postura correta de Meditação Shinsokan, pronuncie em voz alta dez vezes o seguinte”:


DEUS ME PROVEU DE TODAS AS COISAS. MUITO OBRIGADO,
DEUS ME DOTOU DE SABEDORIA INFINITA.  MUITO OBRIGADO,
DEUS ME PROTEGE COM AMOR INFINITO. MUITO OBRIGADO,
DEUS ME CONCEDEU VIDA INFINITA. MUITO OBRIGADO!

(do livro Minhas Orações, pág.78)

Devemos fazer isto sempre com o sentimento de gratidão. Muito obrigado! A gratidão é um sentimento milagroso que nos une a Deus. Cristo sempre agradecia a Deus, sempre: “Ó, Pai, graças te dou”. Assim, repitam dez vezes em voz alta e vamos gravar, vivenciar, sentir. E a vida começa a trilhar o caminho certo. Muito obrigado!

Ao encerrarmos o post desta maravilhosa aula, agradecemos imensamente ao Prof. Heitor Miyazaki e a todos os que, com inabalável determinação, levam avante este estudo da obra fundamental “A Verdade da Vida”.

Este curso é ministrado de forma presencial na cidade de São Paulo, todas as quartas-feiras às 19:50h. É transmitido ao vivo, via videoconferência, para todas as Regionais Doutrinárias da Seicho-no-Ie do Brasil. Se você tem interesse em participar, deve fazê-lo presencialmente nos pontos de transmissão da sua Regional. Se você é de Curitiba, ligue para 3027-6470 (Paulo) ou 9922-1058 (Marilize) para fazer a sua inscrição e obter o endereço do curso. A participação é gratuita. Estamos aguardando o seu contato! 
A edição deste post contou com a valiosa dedicação dos seguintes colaboradores:
- Janice da Cruz Kowalski
- Ruthineia Araújo Botelho
- Valdinei Simplicio
- Preletor Milton Oliveira Santiago
- Celso Lell
- Preletora Maristela Borges de Lima Castilho
Muito obrigado! Muito obrigado! Muito obrigado! Muito obrigado! Muito obrigado! Muito obrigado! 

2 comentários:

  1. Reverencia

    Como sempre,o estudo esta maravilhoso.
    Muito obrigada por postar....
    Estamos aprendendo muito e crescendo espiritualmente tambem....

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado!
    Muito Obrigado!
    Muito Obrigado!

    ResponderExcluir